Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2009 > Julho > 16.07.2009 - Governo atende reivindicações da agricultura familiar

Notícias

16.07.2009 - Governo atende reivindicações da agricultura familiar

Brasília - Os ministros Luiz Dulci (Secretraria-Geral) e Guilherme Cassel (Desenvolvimento Agrário) receberam hoje (15/7) no Palácio do Buriti, em Brasília, lideranças da Federação dos Trabalhadores da Agricultura Familiar - Fetraf que representa cerca de 500 sindicatos de todo o país.

Brasília - Os ministros Luiz Dulci (Secretraria-Geral) e Guilherme Cassel (Desenvolvimento Agrário) receberam hoje (15/7) no Palácio do Buriti, em Brasília, lideranças da Federação dos Trabalhadores da Agricultura Familiar - Fetraf que representa cerca de 500 sindicatos de todo o país.

Na reunião, os representantes dos trabalhadores rurais receberam dos ministros a resposta à pauta de reivindicações referente a V Jornada Nacional de Luta da Agricultura Familiar - 2009, entregue ao governo no início de maio. Coube à Secretaria-Geral da Presidência da República junto com o Ministério de Desenvolvimento Agrário coordenar o encaminhamento da pauta. Ao todo, 18 ministérios participaram diretamente da elaboração da resposta a Fetraf em 31 audiências em órgãos do Executivo Federal. Mais de 200 itens da pauta foram respondidos pelo governo.

Segundo Elisângela dos Santos Araújo, coordenadora geral da Fetraf, a avaliação do movimento foi bastante positiva quanto aos resultados concretos das negociações. Dentre os pontos atendidos pelo governo estão mais recursos para o Programa de Aquisição de Alimentos - PAA para a merenda escolar; linhas de financiamento específicas para agricultores familiares com subsídios para as rendas anuais menores; construção de reservatórios de água para a criação de peixes e proteção contra a estiagem na região Sul, dentre outras.

O ministro Dulci destacou os avanços obtidos no âmbito da previdência social. Segundo Dulci, a concessão da aposentadoria será automatica , em até 30 minutos, apresentando a documentação necessária e beneficiando os trabalhadores rurais na agricultura familiar. Ele informou ainda que até o final do próximo ano, o INSS abrirá 720 novas agências, com forte impacto nas regiões com perfil rural.

Desde 2003, ocorreram aumentos significativos nos recursos destinados ao Plano Safra, que passaram de R$ 2,4 bilhões em 2002/2003 para R$ 13 bilhões em 2008/2009. O plano é resultado da construção coletiva dos movimentos sociais, sindicatos e entidades do meio rural como a Contag, Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Movimento dos Pequenos Produtores (MPA) e Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar (Fetraf).

Saiba mais sobre a pauta da Fetraf