Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2016 > Abril > Em seminário, secretário defende agroecologia e produção de orgânicos

Notícias

Em seminário, secretário defende agroecologia e produção de orgânicos

"SG trabalha para aumentar consciência sobre importância da sustentabilidade", diz Wagner Caetano

Representantes da Secretaria de Governo (SG) participaram nesta terça-feira (5) do II Seminário de Agroecologia e Produção Orgânica no Congresso Nacional. O objetivo do evento é debater práticas e avanços do desenvolvimento sustentável no Brasil.

“A Secretaria de Governo faz um trabalho de articulação para aumentar a consciência de todos sobre a importância da produção sustentável”, disse o secretário nacional de Articulação Social da SG, Wagner Caetano. “Esse tipo de produção faz parte do que é necessário para consolidarmos os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável”,  afirmou.

Leia mais:
>>> SG discute desafios do MROSC em São Paulo
>>> Secretaria de Governo promove Semana de Participação Digital
>>> Secretário debate democracia e participação social na UnB 

Seminário AgroecologiaEvento no Congresso Nacional debateu as principais pautas para o avanço da agroecologia e produção orgânica. Foto: Naiara Pontes - SG

Durante o encontro, técnicos, parlamentares e representantes de movimentos sociais discutiram a Política Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica (PNAPO) e o trabalho de gestão desenvolvido pela Comissão Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica (coordenada pela Secretaria de Governo) e pela Câmara Interministerial de Agroecologia e Produção Orgânica.  

Caetano destacou ainda que a participação social é fundamental para o fortalecimento da agroecologia e o aumento da produção de orgânicos. “As políticas públicas mais bem-sucedidas tiveram apoio da população na elaboração e esse é o caminho. Vamos estabelecer as prioridades deste tema para fortalecer a agricultura familiar e também aumentar a qualidade de vida de toda população com produtos saudáveis”, disse.

“Precisamos de avanço na legislação brasileira para continuar crescendo não só na produção, mas na proteção do meio ambiente”, defendeu Francisco Lucena, agricultor familiar. “É preciso manter as discussões para aumentar os apoios políticos, sociais e técnicos que facilitam nossos avanços. Estamos lidando com o cuidado da nossa terra e do nosso povo”, disse. 

Dividido em quatro mesas, o seminário também debateu o fortalecimento de parcerias de agroecologia e produção orgânica, estimulando a criação de frentes nos Estados e municípios brasileiros, bem como contribuições do Legislativo na ampliação e implementação da PNAPO. 

Outras propostas são a criação de calendário de atividades para este ano, com a programação de eventos temáticos e construção participativa do plano de trabalho da Frente Parlamentar pelo Desenvolvimento da Agroecologia.

Comissão Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica - CNAPO 

A CNAPO é coordenada pela SG por meio da Secretaria Nacional de de Articulação Social (SNAS) e atua na gestão e no controle social da Política Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica. 

Composta por representantes de órgãos e entidades do Poder Executivo e de entidades da sociedade civil, a CNAPO orienta e sugere atividade para melhorias e parcerias que incentivem a ampliação, fortalecimento, produção e manipulação e processamento de produtos orgânicos e de base agroecológica.

 Jéssica Castro - ASCOM/SG