Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2017 > Dezembro > Governo Federal lança Rede Brasil Mulher
conteúdo

Notícias

Governo Federal lança Rede Brasil Mulher

O Projeto propõe a ampliação da capacidade de realização de ações ao viabilizar o diálogo direto entre muitos parceiros ligados à luta pela igualdade de gênero.

O presidente Michel Temer assinou nesta quarta-feira decreto que institui a Rede Brasil Mulher, uma articulação nacional de organizações públicas, empresariais e da sociedade civil que tem por objetivo estimular ações que promovam a igualdade de gênero para assegurar a dignidade da mulher e promover o desenvolvimento econômico e social do país.

O Programa atuará com base nos eixos da autonomia econômica, enfrentamento à violência, saúde, educação e espaços de poder e decisão.
O ministro Imbassahy, da Secretaria de Governo, destacou a importância do trabalho compartilhado entre governos e sociedade para se combater a violência e a discriminação contra as mulheres.

“O Brasil iniciou, por orientação do presidente Michel Temer e colaboração do Congresso Nacional, uma fase notadamente reformista, que busca recuperar a economia, modernizar o país e prepará-lo para o futuro, para que esteja pacificado, mais justo, superando desigualdades e injustiças nas questões de direitos e oportunidades”, explicou Imbassahy.

Para secretária Fátima Pelaes, da Secretaria de Políticas para as Mulheres, vinculada à Secretaria de Governo, “a Rede Brasil Mulher ampliará a capacidade de realização, ao viabilizar o diálogo direto entre muitos parceiros ligados à luta pela igualdade de gênero. A expectativa é que esta união fortaleça a implementação da Agenda 2030 da ONU”, explica.

A Agenda 2030 é compromisso que o Brasil assumiu ao lado de outros 192 países membros da ONU, de alcançar nos próximos 13 anos, 17 objetivos de desenvolvimento sustentável, entre eles, a igualdade de gênero.

Também participaram da assinatura do decreto a secretária-Executiva da Secretaria de Governo, Ivani Santos, a ministra Grace Mendonça, da AGU, ministra Interina da Cultura, Mariana Ribas, a senadora Marta Suplicy, e as deputadas Soraya Santos, Dulce Miranda, Elcione Bárbalho, Carmen Zanotto, Marinha Raupp, Raquel Muniz e Deputadas Estaduais.

Laço Branco – o dia 6 de dezembro foi instituído no Brasil, pela lei nº 11.489/2007, como Dia Nacional de Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência contra as Mulheres. A data remete a um evento ocorrido em 1989, em Montreal, no Canadá, Marc Lepine, um jovem de 25 anos invadiu uma aula da Escola Politécnica. Ele ordenou que os homens se retirassem e começou a atirar, assassinando 14 mulheres. O rapaz suicidou-se em seguida. Marc deixou uma carta justificando o ato: não suportava a ideia de ver mulheres estudando engenharia, um curso tradicionalmente masculino.