Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2018 > Junho > SEGOV conclui etapa de divulgação presencial do Prêmio ODS Brasil
conteúdo

Notícias

SEGOV conclui etapa de divulgação presencial do Prêmio ODS Brasil

ODS

Na última sexta-feira (15) a Secretaria de Governo da Presidência da República (SEGOV) realizou em São Luiz do Maranhão o último seminário da rodada nacional de divulgação do Prêmio ODS Brasil. O evento ocorreu no Auditório do Tribunal de Contas do Maranhão e contou com a presença de representantes de várias instituições públicas e privadas locais.  Desde o dia 04 de maio, assessores da Secretaria Nacional de Articulação Social (SNAS/SEGOV) em parceria com representantes da SAF/SEGOV visitaram todas as capitais brasileiras para divulgar e fazer o lançamento estadual do Prêmio. A SNAS contou com decisivo apoio da Secretaria de Assuntos Federativos para a mobilização dos governos locais nesta etapa de divulgação do Prêmio. No Maranhão, por exemplo, o evento contou com o apoio da Secretaria de Estado de Direitos Humanos e Participação, da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem) e do Movimento Nós Podemos. 

O Prêmio ODS Brasil vai reconhecer ações realizadas por instituições públicas e privadas que contribuem para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) no âmbito da Agenda 2030. Tais objetivos constituem num chamado universal para ações contra a pobreza, pela preservação do planeta e para garantir que todas as pessoas tenham paz e prosperidade.

Nos 27 seminários que foram realizados em todo o Brasil, quase 2 mil pessoas participaram do evento e puderam esclarecer suas dúvidas em relação ao Prêmio e saber o que o país tem feito no que diz respeito a Agenda 2030. O secretario nacional de Articulação Social, Henrique Villa comemora o resultado e faz um balanço positivo da rodada de divulgação do Prêmio. “os eventos realizados nas 27 capitais tiveram como motivação maior a divulgação do Prêmio, mas tivemos oportunidade de reforçar nossas redes de relacionamentos com parceiros fundamentais da caminhada brasileira, além da disseminação dos ODS e prestação de contas do que o Governo Federal está fazendo para o bom andamento da Agenda 2030 Brasil”, destacou.    

 

ODS

 

Os bons resultados globais da Agenda dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), que foi implementada do ano 2000 até 2015, permitiram a continuidade do esforço mundial a partir da proposição de uma nova Agenda, até 2030, constituída por dezessete Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), com a inclusão de novos temas como a mudança global do clima, desigualdade regional, inovação, consumo sustentável, paz e justiça, entre outras prioridades. Os objetivos são interconectados – o sucesso de um ODS depende de temas que estão associados a outros objetivos.

Os ODS trabalham com o espírito de parceria e pragmatismo para as escolhas certas no sentido de melhorar a qualidade de vida, de forma sustentável, para as atuais e futuras gerações. Eles oferecem orientações claras e metas para todos os países adotarem, em sintonia com as prioridades e desafios ambientais de todo o planeta. Os ODS são uma agenda inclusiva, que combate as raízes da pobreza e promove a união para a construção de uma mudança positiva para as pessoas e para o planeta.

Em vigor desde setembro de 2015, os ODS guiarão as políticas e o financiamento dos organismos internacionais de financiamento nos próximos anos. Conheça os 17 objetivos:

Objetivo 1: Acabar com a pobreza em todas as suas formas, em todos os lugares.

Objetivo 2: Acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar e melhoria da nutrição e promover a agricultura sustentável.

Objetivo 3: Assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos, em todas as idades.

Objetivo 4: Assegurar a educação inclusiva, equitativa e de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos.


Objetivo 5:
Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas.

Objetivo 6: Assegurar a disponibilidade e gestão sustentável da água e saneamento para todos.

Objetivo 7: Assegurar o acesso confiável, sustentável, moderno e a preço acessível à energia para todos.

Objetivo 8: Promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo e trabalho decente para todos.

Objetivo 9: Construir infraestruturas resilientes, promover a industrialização inclusiva e sustentável e fomentar a inovação.

Objetivo 10: Reduzir a desigualdade dentro dos países e entre eles.

Objetivo 11. Tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis.

Objetivo 11. Tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis.


Objetivo 12.
Assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis.

Objetivo 14. Conservação e uso sustentável dos oceanos, dos mares e dos recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável.

Objetivo 15. Proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerir de forma sustentável as florestas, combater a desertificação, deter e reverter a degradação da terra e deter a perda de biodiversidade.

Objetivo 16. Promover sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável, proporcionar o acesso à justiça para todos e construir instituições eficazes, responsáveis e inclusivas em todos os níveis.

Objetivo 17. Fortalecer os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável.

 

Prêmio

 O Prêmio ODS Brasil é dividido em quatro categorias:

Governos - Práticas desenvolvidas pela administração direta ou indireta dos estados, Distrito Federal e municípios.

Organizações com Fins Lucrativos - Práticas desenvolvidas por setor produtivo e outras organizações da sociedade, com fins lucrativos.

Organizações sem Fins Lucrativos - Práticas desenvolvidas por organizações da sociedade, sem fins lucrativos.

Instituições de Ensino, Pesquisa e Extensão - Práticas desenvolvidas por instituições de ensino, pesquisa e extensão públicas e privadas.

 Inscrições

As inscrições são gratuitas e devem ser realizadas, exclusivamente, por meio eletrônico, pelo preenchimento dos formulários disponibilizados no portal www.odsbrasil.gov.br, devendo observar as orientações constantes no Regulamento do Prêmio, detalhadas no Guia de Apresentação da Prática, disponibilizados no mesmo endereço eletrônico. As práticas poderão ser inscritas  até o dia 29 de junho.  Cada entidade poderá inscrever até três práticas da sua categoria, devendo cada prática ser inscrita separadamente.  As práticas inscritas devem ter, pelo menos, um ano de existência na data da inscrição e possuir resultados mensurados.

 Critérios de avaliação

No processo de avaliação das práticas serão considerados critérios relacionados aos princípios da Agenda 2013, com destaque para os resultados gerados, participação dos beneficiários na concepção, gestão e governança, bem como a existência de fatores de replicabilidade e existência de parcerias.

  

Premiação

As instituições responsáveis pelas práticas selecionadas em 1º, 2º e 3º lugares pelo Júri serão premiadas, simbolicamente, com o Prêmio ODS Brasil 2018 em cada categoria. Os demais classificados da etapa III receberão um diploma de menção honrosa. Todas as instituições responsáveis pelas práticas qualificadas para a etapa II do Prêmio receberão certificado de participação.  A cerimônia de premiação será realizada em evento na cidade de Brasília/DF, no mês de dezembro de 2018.