Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2018 > Outubro > Brasil é um dos campeões no apoio a abordagens agroecológicas mundial
conteúdo

Notícias

Brasil é um dos campeões no apoio a abordagens agroecológicas mundial

Agroecologia

O Brasil ganhou o Prêmio Prata do prêmio Políticas para o Futuro (Future Policy Award) 2018

O Brasil ganhou o Prêmio Prata, entre os oito finalistas que disputavam o prêmio Políticas para o Futuro (Future Policy Award) de 2018, que exalta as iniciativas de sistemas agrícolas e alimentares sustentáveis, fundamentais para o desenvolvimento sustentável e a resiliência climática.

A Política Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica do Brasil (PNAPO), é uma política estrutural desenvolvida com intenso envolvimento da sociedade civil. Em seu primeiro ciclo de atividades contou com investimentos de 364 milhões de euros. Entre outras conquistas, ajudou 5.300 municípios a investir 30% ou mais de seus orçamentos para alimentação escolar em produtos orgânicos e agroecológicos adquiridos de agricultores familiares.

A PNAPO esteve com mais 51 políticas de 25 países selecionados. Um júri de especialistas internacional foi convocado para deliberar sobre os principais candidatos.

As melhores práticas do mundo para a promoção de abordagens agroecológicas selecionadas para o prêmio internacional incluiu além da política brasileira, as do Equador, Dinamarca, Índia, Senegal, Filipinas e Estados Unidos, e também a do TEEBAgrifood.

Os outros dois Prêmios Prata foram concedidos para:

• Plano de Ação Orgânica da Dinamarca (2011-2020, atualizado em 2015) e

• Programa Participativo de Agricultura Urbana de Quito (AGRUPAR, 2002).

O “estado 100% orgânico” de Sikkim, na Índia, é o vencedor deste ano do “Oscar de melhores políticas”.

O prêmio Vision Award foi concedido para o TEEBAgriFood, uma iniciativa da “Economia dos Ecossistemas e da Biodiversidade (TEEB)” pela ONU Environment.

Já as Menções Honrosas do Prêmio Future Policy Award foram para a Política de Compra de Alimentos de Los Angeles, EUA (2012); para o Programa de Desenvolvimento Agrícola de Ndiob, Senegal (2017); e para o programa Das Armas para as Fazendas, de Kauswagan, Filipinas (2011).

De acordo com a vice-diretora geral da FAO, Maria Helena Semedo, a transição para sistemas sustentáveis de alimentos e agricultura é fundamental para alcançar o desenvolvimento sustentável. “A FAO tem o orgulho de homenagear, juntamente com o World Future Council e a IFOAM - Organics International, essa liderança e vontade política”, destaca.

A premiação será em cerimônia no dia 15 de outubro durante a Semana Mundial da Alimentação, em Roma e contará com a participação de Ministros, tomadores de decisão e mídia na sede da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO).

Um webcast estará disponível em:

http://www.fao.org/webcast/home/en/item/4874/icode/ e fotos em:

https://flic.kr/s/aHskKjojGW