Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Secretaria de Governo e Embratur assinam acordo de cooperação para promoção de artesanato brasileiro no exterior
conteúdo

Notícias

Secretaria de Governo e Embratur assinam acordo de cooperação para promoção de artesanato brasileiro no exterior

O acordo contempla o mútuo interesse da SEGOV em promover o desenvolvimento do Setor artesanal do país, e da Embratur, que visa estimular a política internacional do turismo brasileiro.

Assinado na tarde de hoje (10), no Palácio do Planalto pelo Ministro da Secretaria de Governo da Presidência da República (Segov), Geddel Vieira Lima, o Presidente da Embratur, Vinícius Lummertz, e o Ministro Interino do Turismo, Alberto Alves,  Acordo de Cooperação Técnica (ACT) que viabiliza a construção de uma parceria institucional entre os órgãos com o potencial de contribuir na promoção do artesanato brasileiro e em outros países.

A primeira ação resultante do Acordo consiste na participação da SEGOV na feira World Trade Marketing, que acontecerá entre 7 a 9 de novembro próximo, em Londres, em que ocupará um espaço fornecido pela Embratur dedicado à exposição de peças de artesanato brasileiro.

A técnica escolhida para a exposição foi a artesanal de renda em razão da maior praticidade para demonstração ao vivo, e como uma forma de relembrar a abertura das olimpíadas que homenageou os artesãos brasileiros.

Vinícius Lummertz comemorou o acordo e ressaltou que a plataforma internacional do Brasil no exterior é muito extensa, capilarizada em vários continentes. “A Embratur pode levar muita arte, ela não precisa só vender turismo, mas também conceitos”, destacou o Presidente da Embratur.

O Ministro Geddel Vieira Lima reiterou a importância da parceria realizada hoje e afirmou seu incondicional apoio a causa. “A promoção do desenvolvimento do setor artesanal brasileiro fomenta o mercado e estimula ações que geram oportunidade de trabalho”, destacou o Ministro.

A identificação de espaços mercadológicos adequados à divulgação e à comercialização dos produtos artesanais brasileiros é uma estratégia adotada com a intenção de promover a geração de renda para os trabalhadores artesãos. Desse modo, o incremento da qualidade da produção artesanal é incentivado, favorecendo a inserção sólida nos espaços competitivos nacional e internacional.

Breve histórico:

O Programa Artesanato brasileiro a partir de 2013 passou a ser vinculada a Micro e Pequena Empresa da Secretaria de Governo da Presidência da República, que detém, entre suas competências, a de formular políticas públicas de apoio ao artesanato brasileiro.

A finalidade do Programa é coordenar e desenvolver atividades que visem valorizar o artesão e desenvolver artesanato e a empresa artesanal. Por isso, são desenvolvidas ações voltadas à geração de oportunidades de trabalho e renda, aproveitamento das ações vocacionais regionais, a preservação das culturas locais, capacitação de artesãos para o mercado competitivo promovendo a profissionalização e comercialização dos produtos artesanais brasileiros.